O difícil faz-se, ao impossível dá-se-lhe um jeito Google

Saúde e Bem-Estar » Psicologia

A diferença
A diferença
A maioria (67,51 por cento) dos irmãos de crianças e adolescentes autistas considera que tem uma qualidade de vida satisfatória, mas aponta como aspectos menos positivos os tempos livres, as amizades e o ambiente escolar. E sentem mais responsabilidades.
A maior parte dos adolescentes dorme entre sete e nove horas
A maior parte dos adolescentes dorme entre sete e nove horas
Um quarto dos adolescentes dorme menos de sete horas por noite e apenas 20 por cento dormem mais de nove, mostra um estudo sobre os padrões de sono dos mais jovens população e que alerta para os riscos destes comportamentos, já que, privados de sono, têm maior probabilidade de terem acidentes, um pior rendimento e comportamento escolar e problemas de saúde, ma medida em que o sistema imunitário fica mais debilitado.
 
Marcela Matos investigou
Marcela Matos investigou
Indivíduos cujas experiências de vergonha na infância e na adolescência funcionam como memórias traumáticas e se tornam centrais para a sua identidade e história de vida, estão mais propensos a desenvolver psicopatologia (sofrimento psicológico e emocional) na idade adulta, revela o estudo Memórias da vergonha que moldam quem somos.
Dois gumes
Dois gumes
Um estudo norte-americano revela que o uso do Facebook faz com que as pessoas tenham a auto-estima baixa e não se sintam tão satisfeitas com a vida. Além disso, quanto mais se visita a rede social, pior é o estado.
 
Amor é uma caminhada
Amor é uma caminhada
Teresa Bastos Rodrigues*
O Amor é o afecto mais Nobre que podemos ter. Acima de tudo o amor-próprio. O gostarmos de nós, admirarmo-nos, preservarmo-nos, protegermo-nos, não nos deixarmos magoar. Refugiarmo-nos nas nossas ilhas de paz. Só o Amor permite o crescimento, a aprendizagem, a empatia e a Vida.
O Amor liga-se a Eros, à Vida, ao bem!
O desejo incontrolável de chocolate, conhecido como craving, deve merecer mais atenção dos profissionais de saúde, pois está associado a diversos problemas, como obesidade ou depressão, alertam especialistas em psiquiatria, num estudo publicado na última edição da revista científica da Ordem dos Médicos Acta Médica Portuguesa.
 
Uma ligação que nem sempre existe
Uma ligação que nem sempre existe
Rita Lobo*
Nunca o homem se preocupou tanto com a receita para ser feliz como agora. Estudos sobre a felicidade, receitas para ser feliz, comprimidos, Spas, etc. Curiosamente, e ao que tudo indica, o homem não nasceu para ser assim tão feliz. Afinal os estudos revelam objectivamente aquilo que todos nós sentimos subjectivamente: que há uma condição de sofrimento inalienável à nossa existência e em estarmos vivos. Mas será que a propaganda da felicidade, homo sem pathos, não empurra para a distorção do que é o próprio sujeito humano? Alguém que não “sofre” vai a caminho da felicidade plena? Quem é esse homem não-trágico?


Mais artigos em Saúde e Bem-Estar » Psicologia
 
 
 
 
PUBLICIDADE



SIGA-NOS NO FACEBOOK!
MAIS LIDAS
PUBLICIDADE
PARCERIAS
APAV
VISITAS
Copyright © 2009-2017 SexoForte.net | Cúmplices | Estatuto | Contacto | Política de privacidade | Última actualização: 29-05-2016 06:12h